Diversidade e inclusão: por que não abandoná-las na crise

As discussões sobre diversidade e inclusão, dentro e fora das empresas, nunca estiveram tão fortes e presentes como nos últimos meses. 

Desde o necessário apelo por mais profissionais negros em cargos de alta hierarquia no mundo corporativo até a constante batalha enfrentada pelas mulheres para chegar a postos de liderança, não se pode mais fechar os olhos para a importância de ter sociedades e empresas mais plurais e acolhedoras.

Nesse sentido, recentemente a consultoria McKinsey divulgou o relatório “Diversity wins: How inclusion matters”, parte de uma série de análises de business cases sobre diversidade.

Por que manter políticas de diversidade e inclusão na crise

O ponto central abordado pela consultoria é: mesmo com uma crise sanitária mundial e seus impactos econômicos, as empresas não devem deixar de lado políticas de diversidade e inclusão. O motivo? Sem diversidade e inclusão não se estimulam a resiliência e a inovação, vantagens competitivas essenciais para a sobrevivência de qualquer negócio.

Como resultado, o relatório traz uma pesquisa feita pela McKinsey com empresas norte-americanas após a crise econômica de 2008-2009. Quando questionada sobre o que considerava ser necessário para superar com êxito uma crise, a maioria dos profissionais enfatizou a importância da equipe de liderança e a capacidade de definir uma direção clara para o futuro da empresa. Em suma, dimensões em que a diversidade desempenha um papel vital.

Os consultores também reforçam o alerta para que o trabalho remoto não se torne um entrave a um ambiente de trabalho mais inclusivo. Isso porque, para alguns grupos de funcionários, como os LGBTQA+, o compartilhamento de aspectos de suas vidas domésticas pode ser incômodo.

O acesso à banda larga e a falta de disponibilidade de espaço físico para um escritório em casa, por exemplo, também são apontados como possíveis barreiras à inclusão. Igualmente, o desafio das mulheres de conciliar a agenda profissional com tarefas da casa também é mencionado.

Benefícios da diversidade e inclusão para as empresas

Por fim, o relatório lista cinco aspectos em que diversidade e inclusão fazem uma significativa diferença no desempenho de uma organização:

  • Retenção de talentos. Monitorar o perfil demográfico, socioeconômico, etário e de gênero da força de trabalho é importante para garantir a diversidade e reter talentos.
  • Qualidade da tomada de decisão. A diversidade traz múltiplas perspectivas para os problemas, aumentando as chances de soluções mais criativas pelas organizações.
  • Percepção e inovação. Equipes diversas são mais inovadoras e mais capazes de antecipar as mudanças das necessidades dos consumidores e dos padrões de consumo. Isso possibilita trabalhar em novos produtos e serviços, gerando vantagem competitiva.
  • Motivação e satisfação dos funcionários. Uma pesquisa da McKinsey na América Latina mostrou que as empresas percebidas como comprometidas com a diversidade têm 75% mais chances de criar uma cultura de liderança colaborativa.
  • Imagem local e global. As empresas que mantêm, ou até aumentam, seu foco em D&I durante uma crise econômica, correm menos risco de perder clientes ou ter dificuldades para atrair talentos.
 

Para além de qualquer ganho financeiro ou de reputação, criar um ambiente de trabalho diverso e inclusivo é uma responsabilidade das empresas para com as pessoas e uma colaboração valiosa para a construção de uma sociedade mais igualitária.,

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Acompanhe nossas postagens e notícias.

Copyright 2021 © todos os direitos reservados

Fique por dentro da Evolluir.

Uma vez por mês você receberá nossa newsletter com todo o conteúdo que precisa para Evolluir

Assine já!